Durante um evento na Galeria Nacional em Londres na semana passada, Jake Gyllenhaal concedeu uma entrevista para o site London Theatre. Confira:

Em um evento especial no início desta semana na Galeria Nacional, em frente à pintura de Georges Seurat ‘A Sunday Afternoon’, que inspirou Sondheim e o escritor de livros James Lapine a criar o musical, Jake Gyllenhaal falou sobre como a peça foi “terminada e agora inacabada novamente” depois que ele a estrelou na Broadway.

“O fato de termos que ouvir esse musical tem sido um sonho tornado em realidade”, disse o ator, “e tem sido desde o momento em que comecei a trabalhar com Jeanine Tesori [produtora criativa] e Annaleigh Ashford [co-estrela]. E é por isso que estamos vindo para cá, porque temos muitos negócios inacabados para fazer. Não há lugar melhor [para apresentá-lo] do que na cidade que tanto amamos, e que eu amo tanto. Há anos que estou querendo voltar para cá, é realmente uma honra estar aqui.”

Gyllenhaal interpreta no musical uma versão fictícia do artista Seurat e também seu neto, um artista em conflito. O show começa com o artista proclamando: ‘Branco, uma página em branco ou tela. O desafio: trazer ordem ao todo, através do design, composição, tensão, equilíbrio, luz e harmonia.’

Tesori, autora de musicais como Fun Home e Caroline, or Change, falou no evento como os paralelos poderiam ser traçados entre o personagem central e o próprio Sondheim.

“A peça é sobre começar do nada e ir para alguma coisa, e há consequências em viver esse tipo de vida”, disse ela. “É um trabalho manual, mas é um trabalho que envolve sua alma e seu coração. É a história deste artista, mas também é a história desse artista, Stephen Sondheim, e ele e James Lapine entendiam como era começar com uma tela em branco.”

Ela acrescentou que o show tem uma “vibração e urgência de como é estar no trabalho e o incrível terror de que você não é bom o suficiente e o terror de uma página em branco”, que é um tema importante que foi escolhido no musical.

“Quando você é cantor, você pensa: ‘Vamos começar por aqui? Entramos agora? Somos bons o suficiente para cantar isso?’ Quando estávamos tocando essa música, principalmente quando tocávamos as músicas, Jake e eu queríamos encontrar a melancolia que estava por baixo.”

O musical retorna a Londres no próximo verão, dirigido por Sarna Lapine no Teatro Savoy. Os ingressos já estão à venda.


Fonte: London Theatre
Tradução & Adaptação: Equipe Jake Gyllenhaal Brasil

deixe o seu comentário!