Para a última edição da Variety, pedimos a Jake Gyllenhaal para escrever uma homenagem a Ryan Reynolds, uma das 50 pessoas que faz parte da nossa lista “New Power of New York”. É por isso que Reynolds, a estrela de “Deadpool”, representa uma nova geração de pessoas influentes que captam o melhor de Manhattan.

“Conheci Ryan há muitos anos, e ele me impressionou imediatamente, sendo afetuoso e atencioso, um cavalheiro em uma era de narcisistas inúteis, o improvável filho adorável de Mel Brooks e Dorothy Parker e Gary Cooper. Ele também era mais alto do que eu. Muito à meu contragosto, nos tornamos amigos íntimos.

O público passou a conhecer Ryan através de seu trabalho em uma série de comédias românticas. Ele era indubitavelmente charmoso e bonito (que chato), mas ele nunca teve o espaço para mostrar todo o seu potencial. O que todos nós queremos para nossos amigos neste negócio é que o mundo veja o que vemos e, como atores, isso só acontece em um momento propício e com muita sorte. Depois de anos de espera e lutando para encaixar seu triste físico em forma de pêra, no jeans apertado de um protagonista romântico convencional, Ryan fez sua própria sorte com “Deadpool”.

Ryan construiu a fama de Deadpool tijolo por tijolo, construindo um espaço que o inspirou e deixou que ele se esticasse em todos os cantos da sala. O notável sucesso de “Deadpool” pode ter chocado os engravatados que tiveram a chance de financiar esse filme de super-herói, mas para as pessoas que conhecem e amam Ryan, não foi nenhuma surpresa que todo o maldito mundo se reuniu assim que teve a chance para realmente vê-lo: todos os limites e escuridão, a super inteligência nascida de uma vida de sensibilidade e tristeza, e contra todas as probabilidades, a abertura.

Mas não se engane: por toda a falta de esforço que o Ryan projeta, o homem trabalha incansavelmente. Ele escreve a noite toda para poder estar presente para seus filhos e esposa durante todo o dia (e graças ao gim da Aviation, ele pode fazer o segundo).

Com frequência – com muita freqüência – as pessoas talentosas de nosso mundo canalizam a maior parte de sua energia em seu trabalho, mas, assim como ser tão bom escritor e comediante como Ryan é, ele também é um melhor amigo, pai e marido. E isso, para mim, é a verdadeira marca do poder.”


Fonte: Variety
Tradução & Adaptação: Equipe Jake Gyllenhaal Brasil

deixe o seu comentário!