O ator de 37 anos, que faz parte do elenco de “The Sisters Brothers”, nos mostra seus gostos em termos de luxo e direção.

Na quarta-feira, Jake Gyllenhaal vai estrelar no western “The Sisters Brothers”. Jake nos concedeu uma entrevista em Toronto, por ocasião da estréia no festival de cinema.

Jake, por que você concordou em fazer parte do primeiro filme americano de Jacques Audiard?

Sou obcecado com este diretor francês há muito tempo. Fui jurado no Festival de Cannes quando ele ganhou por “Dheepan”. Eu amo o livro “The Sisters Brothers”, mas eu teria aceitado qualquer coisa para trabalhar com Audiard. Se ele tivesse me pedido para regar [uma planta] e acender um fósforo, eu teria feito isso por ele.

Você falou francês?

Falo um pouco a sua língua, mas também sei imitar o sotaque francês enquanto falo inglês, o que foi útil para dialogar com Jacques. Além disso, ele escolheu filmar este faroeste na Romênia e na Espanha em vez dos EUA, o que nos permitiu ter uma equipe técnica muito européia.

Você irá interpretar o vilão Mysterio no próximo “Homem-Aranha”. Não é irônico, então, que seu nome estivesse na lista de candidatos ao papel antes que Tobey Maguire o ganhasse em 2000?

Eu sempre fui fascinado por esse tipo de história, mesmo que eu não tenha crescido lendo quadrinhos do Homem-Aranha. No meu subconsciente, a ideia de heróis e super-heróis é algo importante, especialmente no mundo que nos rodeia.

Por quê?

Eu não quero falar de política, mas basta assistir as notícias na TV para dizer que precisamos de atos heróicos em nossas vidas diárias. Eu amo o modo como a Marvel Studios está se aproximando dos Vingadores porque eles não têm medo de perturbar as regras estabelecidas. Que os super-heróis são de diferentes sexos e cores de pele, é uma forma de transmitir uma mensagem forte aos jovens. Eu não posso te dizer muito sobre o enredo do próximo “Homem Aranha”, mas Tom Holland é um jovem engraçado e que leva à sério vestir o uniforme do Homem-Aranha.

Você também é o embaixador de grandes marcas. Qual é a sua ideia de luxo?

Cartier é minha idéia de luxo (risos) e o perfume Eternity da Calvin Klein é o meu perfume de luxo (nota do editor: Jake dá uma piscadinha com a menção de suas duas campanhas publicitárias). Mas devo admitir que tenho uma obsessão com travesseiros. Não há nada mais importante do que excelentes travesseiros para se sentir vivendo no luxo.

De onde vem essa obsessão?

Pergunte à minha mãe, mas sempre precisei de muitos travesseiros ao meu redor. Por exemplo, eu tenho seis travesseiros na minha cama em casa. Não há nada melhor para relaxar depois de um dia de trabalho. Eu imagino os seus principais leitores descobrindo que Jake é fã de travesseiros (risos).


Fonte: L’essentiel
Tradução & Adaptação: Equipe Jake Gyllenhaal Brasil

deixe o seu comentário!